Meu follow up é ignorado: entenda o porquê e saiba como evitar

Você enviou o e-mail inicial. Fez tudo certo, enviou até para alguns colegas para obter feedback, validou que a sua pergunta era razoável e apertou o botão de enviar. Uma semana se passa – você faz o follow up. Mais uma semana se passa – outro follow up é feito. E ainda… nada, seu follow up é ignorado.

Então, agora você se pergunta:

“O que fiz de errado?” 

“Por que eles não me responderam?”

O problema é que não há uma resposta única para essas duas perguntas. Sempre vai depender de quem você é, quem está procurando e o que está sendo pedido, etc.

Ainda assim, você encontrará muitos hacks de divulgação e follow up por aí:

  • Inclua números em suas linhas de assunto
  • Nomeie um dos seus principais investidores
  • Pergunte se eles querem ouvir mais antes de lançar algo
  • Acompanhar todos os dias durante uma semana / acompanhar uma vez por semana / acompanhar uma vez por trimestre

A lista continua… esses “hacks de aumento de alcance” realmente funcionam?

Às vezes, sim.

Esses hacks funcionam apenas como band-aids. Sabe? Se você pensa que adicionar números às suas linhas de assunto e telefonar em um dia aumentará suas taxas de alcance e resposta, prepare-se para ficar desapontado.

Então, o que é possível fazer? Você está frustrado porque seu email não recebeu respostas? Será que você deveria desistir apenas porque seus follow ups não foram abertos?

Não é pra tanto.

Definitivamente, existem maneiras de aumentar suas taxas de resposta e o sucesso geral de seu alcance que não são apenas usando hacks rápidos. Como você aborda esse primeiro e-mail é importante, mas o dinheiro real é obtido depois disso.

Tudo se resume à fase de follow up . 

E é sobre isso que vamos falar hoje, então, vamos direto às razões pelas quais seus e-mails estão sendo ignorados em primeiro lugar.

Por que meu follow up é ignorado?

1. Você não fez sua pesquisa

A razão mais provável pela qual seu e-mail não está funcionando é porque você mal sabe com quem está falando.

Se você seguir o caminho de envio em massa e tentar chegar ao maior número possível de caixas de entrada, naturalmente não poderá fazer a pesquisa necessária para entender o que cada destinatário está procurando.

Aqui está:

Personalização é a chave.

Não se trata de inserir apenas algumas tags como {PRIMEIRO NOME} e {EMPRESA} não conta como personalização.

Veja o exemplo abaixo.

O email em si não é horrível. É bastante breve, sem pedir muito. Mas, aqui está o grande problema que a maioria dos clientes em potencial verá instantaneamente:

É um modelo que pode ser facilmente disparado para milhares de pessoas a cada momento.

Os únicos bits de personalização são as tags de mesclagem clássicas {PRIMEIRO NOME} e {EMPRESA}. Todo o resto é necessário – não há nada relevante para a pessoa que você está enviando por e-mail.

Você precisa entender o que a pessoa com quem está falando está interessada e elaborar sua mensagem e follow up de acordo. Do contrário, seu follow ups são ignorados.

Veja como você pode fazer isso:

  1. Não use um modelo genérico (e robótico) para todos os e-mails
  2. Descubra no que eles estão investindo o tempo ultimamente
  3. Examine o conteúdo que eles estão compartilhando e falando
  4. Encontre o ponto que chamará a atenção
  5. Crie sua mensagem e follow up com esse ponto

2. Seus e-mails podem estar longos demais

Você já conheceu alguém que fica realmente animado quando abre um e-mail que é apenas um grande bloco de texto, similar a um muro de pedras.

Aposto que você parou de ler em algum momento ou sequer olhou. Não te gerou valor e acabou por se passar por mais um e-mail dentre os vários na sua caixa de entrada.

O ponto é exatamente esse:

Ninguém quer gastar todo o seu tempo lendo e-mails que não geram valor algum. E se você está pedindo que eles leiam um e-mail com apenas alguns parágrafos em bloco, a única resposta que você terá é o clássico “pare de me enviar este tipo e-mail” – às vezes, em um tom muito menos amigável e claro o follow up é ignorado.

Aqui estão as perguntas que você precisa responder da maneira mais eficiente possível:

  • Quem é você?
  • Por que você está me procurando?
  • Por que eles deveriam se importar?
  • O que você quer?

3. Você está esperando muito tempo

Deseja saber a maneira mais fácil de ser completamente esquecido?

Aguarde semanas entre cada follow up enviado – ou pior, nunca envie um único e-mail de follow up.

Não importa em quantas pesquisas e personalizações você trabalhe, você ainda estará apenas com uma taxa de resposta por volta de 40%, na melhor das hipóteses. O verdadeiro sucesso vem dos follow ups bem feitos. E se você estiver esperando semanas antes de entrar em contato novamente, estará perdendo seu próprio tempo.

Então, qual é o melhor cronograma de follow up?

Deixamos um checklist abaixo:

  1. Envie o primeiro e-mail frio

Faça sua pesquisa sobre o que é mais provável que vá de encontro a necessidade e a dor do seu destinatário, depois personalize e envie.

  1. Aguarde 1 dia e envie o follow up nº1 em um horário diferente do dia.

Esta deve ser uma versão modificada do seu primeiro e-mail. Comunique a mesma mensagem – apenas em um formato diferente. Por exemplo, se o seu e-mail inicial tiver vários parágrafos, faça com que este e-mail de follow up tenha apenas duas frases e vice-versa.

  1. Aguarde 2 dias após o seu segundo e-mail e envie o follow up nº 2.

Não explique nada. Apenas de forma clara e rápida, reafirme a sua chamada à ação. Você pode pedir ao seu possível cliente para apresentá-lo a outra pessoa na organização, como agendar uma ligação ou simplesmente responder ao seu e-mail. Aquilo que você pediu no primeiro e-mail.

  1. Aguarde 4-5 dias após o seu terceiro e-mail e envie o terceiro e final.

Este é o e-mail de término. É onde você se despede da perspectiva. Aqui, você está aproveitando a aversão à perda – um princípio psicológico que diz que as pessoas preferem evitar perdas a adquirir ganhos.

Observe a linha do tempo aqui:

  • Dia 1: Enviar e-mail frio
  • Dia 2: Follow up
  • Dia 4: Follow up
  • Dia 8 ou 9: follow up e quebra

Se você tentar esticar essa mesma sugestão de fórmula por mais de 30 dias, não estará realmente fazendo follow up de forma eficiente. Apenas vai estar começando do zero todas às vezes.

Para terminar de vez  com o “meu follow up é ignorado”

O sucesso de sua mensagem por e-mail se resume ao follow up.

Se você não acompanhar, estará deixando dinheiro na mesa. Simples assim. Então, como você pode garantir que seus follow ups não sejam ignorados e enviados diretamente para a lixeira?

  • Faça sua pesquisa para garantir que seus e-mails tenham o efeito desejado
  • Mantenha seus follow ups curtos e diretos
  • Reduza o tempo entre eles

Pronto para dar o próximo passo para dominar a prática do follow up? Desejamos sucesso nas suas próximas tentativas e decrete o fim do follow up ignorado.

Pensando em te ajudar cada vez mais a escrever e-mails mais assertivos, baixe nosso material de Checklist de Cold Mail. Você vai ficar fera na prática de enviar e-mails que não são apenas entregues, mas abertos.

acompanhamento, e-mail, follow up

Growth Machine

Sobre nós

Inscreva-se

© 2019 Growth Machine. All rights reserved