Marketing

Growth Hacking: O segredo para crescer mais investindo menos

Toda empresa quer ter um crescimento em alta escala, porém muitas não sabem como. Growth Hacking surgiu com o próposito de auxiliar esse objetivo, porém com pouco investimento. Leia esse artigo para entender mais!

Felipe Sore

Escrito por

Felipe Sore

, em

26/4/2021

Posso dizer que este termo está em seu auge e muitas pessoas usam sem saber realmente qual é o significado.

Growth Hacking foi elaborado por Sean Ellis. 

De acordo com ele, a explicação correta é o uso da experimentação no marketing.

Sendo assim, o maior objetivo é desvendar oportunidades aspirando resultados para o crescimento rápido da empresa.

Vale lembrar que o growth hacking está acontecendo, neste momento, em muitas empresas e isso faz com que elas cresçam de maneira exponencial.

Eu imagino que você não deve estar entendo muito, mas calma!

Minha missão aqui é realmente te mostrar, de uma vez por todas, o que significa esse termo na prática e como sair desta leitura com vários planos para efetuar.

Boa leitura!

O que é Growth Hacking?

Sean Ellis, idealizador do termo, ajudou diversas startups a alcançarem um crescimento acelerado (como por exemplo a Dropbox e Eventbrite), agindo como consultor.

Mas o que ele fez pra ajudar?

Basicamente, a criação de estratégias que envolviam a realização de experimentos.

As equipes criam hipóteses, investigam sua eficácia, fazem testes e, assim, descobrem possíveis oportunidades para escalar o negócio de forma mais inteligente e rápida.

Vale dizer que um Growth Hacker tem como principal objetivo de trabalho, pensar em maneiras viáveis de crescer a empresa rapidamente.

Por exemplo, em uma startup, este profissional deve utilizar meios analíticos, de baixo custo e inovadores, para alavancar a base de clientes.

Além disso, o Growth Hacking nada mais é do que encontrar “gatilhos” capazes de promover um crescimento acelerado e encontrar formas de como o produto funciona para permitir que ele se promova por conta própria.

Antes de avançar, você precisa entender o que significa cada palavra deste termo.

Confia em mim, vai ficar muito mais fácil depois disso!

Growth: crescimento

Hack: brecha, espaço, corte

Hacking: Ato de encontrar e explorar essas brechas e espaços.

As próprias palavras já definem tudo que pontuei, né?

Mas te adianto que essa prática não é tão simples e rápida quanto parece.

Por isso, te pergunto:

O que você precisa para realizar Growth Hacking? 

Vou resumir as partes fundamentais desse processo:

Objetivo: Definir com clareza qual é o objetivo do growth hacking.

Hipótese: Elaborar hipóteses com base no know-how e intuição dos profissionais.

Experimentos: Realização de testes para expor a eficiência da hipótese. 

Ferramentas: Utilizar ferramentas para testes, analytics e automação.

Neste vídeo do Youtube, falo um pouco mais sobre como implementei na Growth Machine essa maneira de olhar para o crescimento exponencial.


Neste momento, vou te explicar de forma mais profunda como é o perfil do profissional, ou melhor, Growth Hacker e como é o seu dia a dia na empresa.

O que faz um growth hacker?

Sean Ellis, usualmente, buscava por profissionais na área de marketing com a finalidade de treiná-los, pelo motivo de possuírem conhecimentos fundamentais para a realização das tarefas.

Então, um growth hacker tem que possuir conhecimentos de marketing e, também, compreender a metodologia de experimentos, processos, tecnologia e psicologia do consumidor.

Destaco que ter o conhecimento sobre o comportamento das pessoas ao longo de toda a jornada de compra é um diferencial para esse profissional ter destaque.

O perfil do growth hacker é criativo e explorador, com a visão de buscar possibilidades de crescimento e propor novas hipóteses para experimentos.

Porém, também deve ser ágil e analítico, para poder testar e comprovar a sua eficiência rapidamente por meio de dados.

Apesar de muitas empresas terem um growth hacker ou times com esse objetivo, entenda que o termo é mais uma forma de pensar do que uma posição formal.

E é por esse fato que qualquer profissional tem a possibilidade de começar a praticar esse comportamento exposto acima, visando sempre o crescimento e com foco em resultados.

Essa visão pode ser trabalhada em qualquer outra área da empresa em que existam potenciais gatilhos de crescimento.

Principais formas para crescer exponencialmente

Independente do tamanho da empresa, sempre é possível e necessário praticar growth hacking.

Isto é, toda organização precisa gerar uma audiência recorrente que tenha interesse no produto ou serviço oferecido e, logicamente, o tão esperado crescimento rápido.

Listei as principais formas para você começar a colocar em prática hoje na sua empresa:

Pense além do óbvio

Visto que o mercado está cada vez mais competitivo, temos que estar sempre atentos às atualizações e tendências para estarmos à frente da concorrência.

O time de marketing deve estar bastante alinhado com isso, pensando em formas de elaborar uma campanha ou até mesmo nas postagens constantes nas redes sociais diferentes que irão marcar as pessoas.

Uma empresa que faz isso muito bem é o Burger King.

Eles sabem usar os temas do momento a favor do segmento que estão posicionados no mercado.

Olhe, por exemplo, essa campanha que criaram na época das eleições para falar do voto em branco. 


Simplesmente, genial!

Produza conteúdos virais

É aquele tipo de conteúdo que se espalha de forma rápida e, ao mesmo tempo, divulga a marca da empresa.

Muitos desses conteúdos possuem temas do momento ou situações do dia a dia para as pessoas se identificarem.

O McDonald 's trabalha muito bem seus conteúdos para serem virais. 

Perceba, neste exemplo, como entenderam perfeitamente seu público, conseguindo produzir uma campanha que as pessoas vão se identificar.


A forma de expor o conteúdo fica tão divertida e compatível com o que o consumidor do McDonald 's vive, ao comer seus lanches, que gera uma certa identificação.

O resultado é o alto número de compartilhamentos e de vendas.

Assessoria de imprensa

Atrelada a estratégias de comunicação e de relações públicas.

O principal objetivo é aumentar o conhecimento do seu negócio entre as pessoas, para gerar credibilidade. 

Anúncios online e offline

Trabalhar bem sua presença no digital é fundamental, mas também não deixar de olhar para sua presença nas mídias mais tradicionais são ótimas formas de crescimento do seu negócio.

Nessa linha, ao desenvolver campanhas com o time de marketing, leve em consideração esses dois ambientes.

E-mail marketing

Tem se tornado um forte canal de comunicação com leads.

Execute campanhas automatizadas para se aproximar mais do seu público e, assim, aumentar sua taxa de vendas.

Além disso, para captar mais e-mails de pessoas interessadas pelo o que sua empresa oferece, desenvolva estratégias de inbound marketing, ou seja, gerar conteúdo gratuito em troca de um benefício.

Participe de eventos corporativos do seu nicho

Seja palestrando ou apenas como participante, a presença de alguém representando a organização é fundamental para aumentar a rede de networking e o conhecimento entre as pessoas que trabalham na área do mercado em que sua empresa atua.

Além disso, é um ótimo local para descobrir as tendências do mercado e conversar com outras pessoas de cargos equivalentes ao seu para descobrir diferentes formas de resolução de problemas.

Crie uma comunidade 

Uma comunidade pode ser feita de forma online com listas de e-mails, grupos em redes sociais, entre outros, mas também de forma presencial, como em eventos ao vivo.

As duas formas ajudam na formação da sua autoridade no assunto abordado, além do compartilhamento de conteúdo relevante para a rede de pessoas envolvidas.

Você sabia que existe um um Funil do Growth Hacking?

Da mesma forma que existe um funil para vendas, também há um para as técnicas de growth hacking.

Foi criado por Dave McClure e ficou bastante conhecido como “funil do pirata”, visto que em inglês suas iniciais formam a sigla AARRR, que se assemelham bastante a famosa interjeição pirata.

Este funil possui 5 estágios, são eles:

  1. Aquisição (Acquisition): O primeiro estágio agrega as práticas que focam em atrair e conquistar novos clientes;
  2. Ativação (Activation): Focado em proporcionar uma satisfatória primeira experiência ao seu cliente;
  3. Retenção (Retention): Nesta etapa, os clientes possuem aquele sentimento de satisfação tão alta que continuam utilizando seus produtos ou serviços;
  4. Receita (Revenue): Os clientes, nesta etapa, já fazem parte do faturamento da sua empresa. Por exemplo, não usam mais aquelas versões gratuitas disponibilizadas anteriormente.
  5. Indicações (Referral): A última etapa do funil acontece no momento em que seus clientes passam a indicar seus produtos ou serviços a amigos e conhecidos.

Essas etapas te facilitarão a criar diversas estratégias visando o crescimento exponencial da sua empresa.

Mas nunca se esqueça do planejamento e de adequar cada estágio com a sua realidade vivida atualmente.

Os mitos comuns de escutar sobre growth hacking

Existem muitas pessoas falando bobagens sobre growth hacking, que é muito comum quando algo fica bastante conhecido.

Porém, para evitar que você caia nesses papos e saiba explicar o motivo das pessoas estarem erradas, vou te mostrar os principais mitos ditos pelas pessoas sobre o termo.

É antiético”

Há uma confusão entre as pessoas ao escutar “growth hacker” e assemelhar com “hacker”, possibilitando um pensamento que praticar growth hacking é ilegal.

Todavia, não passa de uma confusão, essas pessoas estão completamente erradas. 

Assim como explicado anteriormente, a palavra “hack” possui inúmeras traduções, e uma delas é “brecha”, trazendo o sentido de atalho.

Por isso, praticar growth hacking é procurar brechas ou atalhos para um crescimento acelerado.

“Para usar técnicas de growth hacking, é preciso ter conhecimento em programação”

Assim como você leu sobre as principais atribuições de um growth hacker, ficou nítido que não há necessidade de conhecimentos sobre programação.

Lógico que a programação pode complementar, mas não é algo que seja necessário o profissional dominar, podendo apenas contratar um programador.

Porém, o fato é que o growth hacker deve possuir amplo conhecimento em tecnologia, focado em entender as novidades e possibilidades.

Cases de sucesso com growth hacking

Nada melhor do que, além de entender o conceito a fundo de growth hacking, também ver empresas que colocaram em prática e alcançaram resultados incríveis.

Listei alguns cases de sucesso e como foram feitos para te inspirar:

LinkedIn

O LinkedIn foi de 2 milhões para 200 milhões de usuários com a execução de uma técnica de growth hacking que permitia aos usuários criar perfis públicos. 

Esta estratégia foi genial pois assegura que os perfis dos usuários apareçam organicamente nos resultados de pesquisa de outras pessoas. 

Por exemplo, toda vez que você pesquisar o nome, empresa ou cargo de uma pessoa, o primeiro resultado que você verá é o perfil do LinkedIn. 

Além disso, se buscar apenas o nome da empresa, você consegue ver as pessoas que ali trabalham também.

Isso é comum hoje em dia, mas antes, ao pesquisar seu próprio nome, significava investigar diversos outros resultados de busca antes de encontrar a página que realmente procurava.

Airbnb

O uso de growth hacking do Airbnb envolveu o spam no Craigslist, uma das maiores comunidades online de classificados do mundo. 

Nesse panorama, o Airbnb usou o classificados para encontrar anúncios de casas para alugar e solicitou aos locatários que colocassem seus anúncios no Airbnb.

Essa estratégia fez com que, rapidamente, milhares de usuários entrassem no aplicativo e a rede se tornou viral quase imediatamente.

Youtube

O YouTube é, para a maioria dos usuários, um mecanismo de busca, se tornando o segundo maior do mundo, ficando atrás do Google. 

Além disso, quando você entra lá para assistir a um vídeo, é imediatamente apresentado um código de incorporação que permite compartilhar o vídeo em seu blog, site ou rede social.

Esse fato torna extremamente fácil para os usuários compartilhar os vídeos que gostam com o mundo. 

Existe o chamado “loop viral”, que é uma parte fundamental do growth hacking, bastante usado pelo Youtube, no qual acontece quando os usuários entram no site para assistir a um determinado vídeo e, caso não desejam compartilhá-lo, eles recebem outra lista de vídeos que possam atraí-los, com a finalidade de que compartilhem um deles.

Conclusão

Espero ter ajudado no entendimento sobre growth hacking e que você tenha chegado até aqui com muitas ideias na mente para colocar em prática.

Nunca se esqueça que growth hacking não é uma estratégia única, mas sim um modo de pensar.

Por isso, os profissionais que atuarão como growth hackers, precisam ser pessoas antenadas nas novidades do mercado e tecnologia, com o objetivo de não perder uma oportunidade, ou melhor, brecha para criação de estratégias de crescimento.

E pensando nesse alto crescimento da sua organização, vou disponibilizar uma planilha gratuita sobre prospecção semanal que vai te fazer alcançar muitos clientes.


Antes de você terminar a leitura, gostaria de fazer uma provocação:

Onde você se encontra dentro das etapas de growth hacking?

Tem implementado uma estratégia visando o crescimento de sua empresa?

Espero que fique pensativo sobre o assunto e me responda na rede social que preferir.

Pode chamar, não tem problema!

Felipe Sore

COO na Growth Machine

Conteúdos que você pode gostar.

Receba nosso conteúdo
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.